Microfranquias crescem diante da crise

Para se sair bem diante da crise financeira, diversas empresas estão investindo em home-based e em quiosques para expandirem as suas franquias. A cidades do interior é o foco das empresas que procuram diminuir os altos custos e chamar a atenção de franqueados.

Para atender os novos hábitos do consumidor, existe uma integração nos canais de venda, comunicação e no comércio eletrônico. De acordo com a ABF, na lista das 50 maiores redes de 2018, a empresa Cacau Show está investindo em quiosques.

Um estudo realizado pelas empresas que possuem informações no armazenamento de dados da ABF revela uma pesquisa de grandes empresas no cenário nacional, entre elas estão diversas empresas conhecidas como O Boticário, por exemplo.

A pesquisa aponta um crescimento no faturamento em 7,1% em comparação ao ano passado. Houve um crescimento que chega a alcançar bilhões calculados no mesmo período. Aproximadamente 1,3 milhão de pessoas são empregadas nesse segmento.

De a acordo com especialistas no ramo, as empresas continuam progredindo diante da crise porque estão conseguindo integrar redes, não pararam de investir em inovação, diferentes formas de negócios em várias áreas como tecnologia, por exemplo.

A área de entretenimento e lazer foi a que mais apresentou ganhos entre 11 segmentos pesquisados, tendo um aumento de 12,7% em comparação com o ano de 2017. O segundo segmento com mais lucro foi o de Hotelaria e Turismo, com 12,3%.

O crescimento das microfranquias, que possuem um valor de R$ 90 mil para começarem a investir chegaram a 8% de 2017 para 2018, o número de marcas passou de 545 para 589. De acordo com a ABF, as operações que envolvem investimentos  de até R$ 90 mil estão dentro das microfranquias.

É importante estudar a franquia antes de investir em uma, ler o contrato e tirar todas as dúvidas faz parte do estudo do negócio. Conversar com outros franqueados também irá ajudar a esclarecer dúvidas.

Empreender em uma microfranquia exigirá responsabilidades que podem estar além das expectativas, por isso, antes de decidir qual a melhor opção, é necessário ter um tempo para estudar o mercado e se preparar para os eventuais imprevistos.