Dicas para destacar sua personalidade escrevendo

Fácil de escrever para a web, basta publicar alguns artigos em um blog e pronto. Esta é a opinião comum, não é? Na realidade, existem dezenas de aspectos a serem considerados na nobre arte da webwriting. Isso é bem conhecido por aqueles que trabalham todos os dias neste campo, perseguindo metas e resultados.

A escrita online deve sempre ter em mente as necessidades do público, mas nunca deve perder de vista a personalidade do webwriter. Escrever para a web é um equilíbrio, um jogo de trocas. Por um lado, você tenta responder às perguntas do leitor, por outro, impõe sua escrita. E você se faz apreciado por suas ideias: alguém vai começar a seguir o blog porque você o escreve.

O público crescerá e haverá uma comunidade por trás do seu blog. Isso significa ser um artista em seu trabalho: você tem que colocar seu ponto de vista, sua voz deve brilhar. Enquanto isso, você precisa encontrar o tom de voz correto para o jogador. É um equilíbrio, repito. Um equilíbrio difícil de manter.

Mas não impossível. Aqui estão dicas que ajudarão você a escrever para a Web, concentrando-se na personalidade. Seu objetivo? Não se esconda atrás das palavras, deixe de ser um simples executor de textos. Você é um blogueiro e precisa se apresentar como tal para romper a distância com o leitor.

A notícia sai. Uma notícia sobre o seu setor. Instinto sugere que você escreva, você tem que ficar na peça. Então, diga jornalistas. Mas espere, você arrisca listar as banalidades que todos conhecem. A razão é simples: você é hierarquicamente inferior. Você está no final de uma pirâmide que começa com a fonte oficial e continua com os blogueiros que têm uma linha direta para a primeira versão das notícias.

Enriqueça a citação – Muitas vezes encontramos artigos que são inspirados por conteúdo publicado por blogueiros anglo-saxões.

Escolher as fontes é importante, ninguém pode criar cultura sem um suporte válido. Tome dados, ideias, referências: use esta informação, citando e agradecendo. Não se esqueça, no entanto, de enriquecer o que você usa. Nunca ignore que as pessoas estão no blog para ler o seu ponto de vista, não o de outro autor. Respeite essa escolha.