Programa de educação financeira do Banco Central será implementado em 2019

O Banco Central do Brasil informou no dia 20 de maio de 2019 que as escolas contarão com ensinamentos sobre educação financeira para alunos que compõem o ensino fundamental. De acordo com as notícias divulgadas pela instituição, esses ensinamentos farão parte de um programa específico para implementar a educação financeira no país, começando pelos jovens do ensino fundamental.

O diretor da instituição, Mauricio Moura, revelou que o programa terá como objetivo oferecer suporte para as secretarias de Educação do país abordarem a educação financeira nas escolas públicas. Segundo Moura, o programa será implementado pelo BC em todo o país para a rede pública de ensino.

Para que isso seja possível, o Banco Central informou que as escolas contarão com uma plataforma online onde poderão acessar vários conteúdos e orientações sobre o tema, sendo que todo esse material também estará integrado as disciplinas obrigatórias do ensino fundamental, tais como matemática, ciências e português.

Inicialmente, o Banco Central informou que a adesão ao programa será feito pelas secretarias que posteriormente irão divulgar todo o cronograma de acordo com o programa do BC para as escolas do país.

“Nós do Banco Central não iremos até as escolas ensinar educação financeira. São os diretores das instituições que farão o cadastro das escolas ao programa”, revelou Moura. De acordo com o diretor do Banco Central, os diretores das escolas poderão se decidir sobre a implementação da educação financeira. O programa divulgado pelo Banco Central ocorreu justamente na Semana de Educação Financeira, que é um evento adotado no país para estimular o conhecimento sobre finanças.

Durante um dos eventos que ocorreram na Semana da Educação Financeira, Moura ainda informou sobre o novo programa do Banco Central: “Queremos que o programa não seja um fardo para as escolas, mas sim uma solução”. De acordo com Moura, os professores também receberão capacitação para ensinar educação financeira nas escolas.

O programa do BC será implementado totalmente em três anos, começando por 2019. Neste primeiro ano a instituição avalia implementar a plataforma online e divulgar o programa. Para o próximo ano, o BC avalia cadastrar algumas escolas interessadas em testar o programa para avaliar os erros e as melhorias que deverão ser feitas no projeto. O teste piloto do Banco Central contará com a participação de um Estado de cada uma das regiões do país. Já em 2021, o objetivo do projeto é que todas as escolas do país ofereçam a educação financeira.